Acolhimento      

Institucional      

Trabalhamos para formar cidadãos responsáveis, capazes de entender e exercer seu papel na sociedade.       

Nosso serviço de acolhimento institucional para crianças e adolescentes, o Minha Casa, atua na proteção e garantia de direitos das crianças e adolescentes acolhidos. Para isso contamos com equipes técnicas compostas por coordenador, psicólogo, assistente social, pedagogo e orientadores sócio-educacionais que trabalham para garantir um destes três cenários:

#maespfamiliadeorigem

Família

Retorno do acolhido para família de origem através do trabalho de
fortalecimento de vínculos familiares.

#maespfamiliasubstituta

Família Substituta 

Inserção do acolhido em família substituta quando não há possibilidade de retorno para família de origem.

#maespjovemdofuturo

Preparo para Vida

Preparação dos adolescentes para inserção no mercado de trabalho formal antes de completar a maioridade.

Dúvidas frequentes

Sim. Temos aproximadamente 30 crianças e adolescentes que moram nos serviços Minha Casa 1 e Minha Casa 2, mantidos pelo MAESP através de convênios com a prefeitura de São Paulo.

2 - Qual é o motivo das crianças e adolescentes estarem abrigados?
O acolhimento acontece quando algum direito da criança ou do adolescente foi violado ou quando a família está impossibilitada de oferecer cuidado e proteção. Sempre que possível nossa equipe trabalha com as famílias de origem das crianças e adolescentes visando o retorno do acolhido para sua família. E sempre pautado pela legislação do Estatuto da Criança e do Adolescente, o ECA.

3 - Posso ir ao MAESP para adotar uma criança?
Não. Fazemos apenas a aproximação das crianças e adolescentes com pretendentes a família substituta devidamente encaminhados pelo Fórum.
Portanto, para começar, os pretendentes à adoção devem se dirigir ao Fórum de sua cidade ou região munidos de Carteira de Identidade (RG) e comprovante de residência. Lá, o pretendente receberá as informações iniciais a respeito dos documentos necessários para dar andamento ao processo. Após análise e aprovação dos documentos, serão realizadas entrevistas com a equipe técnica composta por profissionais das áreas de Psicologia e Serviço Social das Varas da Infância e da Juventude.

4 - Posso ir ao MAESP para apadrinhar uma criança?
Não. Fazemos apenas a aproximação das crianças e adolescentes com padrinhos afetivos devidamente encaminhados pelo Fórum. Nossa equipe também faz toda orientação necessária antes e durante o apadrinhamento.
Para começar, procure o Fórum de sua região para maiores informações.

Não. Nossa equipe é composta por Assistentes Sociais, Psicólogos, Pedagogos e Orientadores Sócio-Educacionais devidamente treinados para todos os cuidados necessários com as crianças e adolescente.
Entretanto, se você tem alguma atividade pontual e/ou com um objetivo pedagógico ou similar, entre em contato e verifique com nossa equipe técnica a viabilidade de sua proposta


Não. Nossas crianças e adolescentes estão inseridos em um trabalho de proteção e garantia de direitos e todo contato com pessoas externas somente é possível através de autorização judicial criteriosamente solicitada por nossa equipe técnica.

 Fale com a gente

    Nossa Galeria

Mobirise Mobirise Mobirise Mobirise Mobirise Mobirise

    Horário Bazar

Segunda à Sexta 
Horário: 10h às 17h 
Sábado: Fechado
Domingo : Fechado

Screenasdshot_2

© MAESP 2021 - Todos direitos reservados
Crias Comunicação